Como a astrologia interpreta os eclipses?

Eclipses são alinhamentos matemáticos entre o sol, a lua e a Terra. Quando a Terra está no meio, entre sol e lua, acontece um eclipse lunar, na fase da Lua Cheia. Quando a Lua está no meio, entre a Terra e o Sol, acontece um eclipse solar, na fase da Lua Nova.

Eclipses sempre foram momentos considerados sagrados para os povos originários (ou primeiros povos) e que traziam receios e crenças negativas, mas seus significados variam de acordo com cada nação. Muitos consideram a Lua como a avó e o sol como o pai, conceito similar ao adotado na astrologia. Em algumas nações, há relatos de receio da morte no momento do eclipse da Lua. Já em eclipses solares, há histórias de objetos sendo jogados em direção ao céu para espantar os maus espíritos.

Mas como interpretamos o acontecimento de eclipses na astrologia?

Eclipses normalmente trazem mudanças inesperadas, alterações de planos e eventos imprevisíveis. Os eclipses costumam nos trazer tensão, ansiedade, insegurança e incerteza. São momentos de introspecção, onde o melhor a fazer é ficar em casa e não tomar grandes decisões. Afinal, 2020 ainda não acabou!

O próximo eclipse que teremos no céu é um eclipse lunar e ele acontece dia 30 de novembro no signo de Gêmeos. A Lua em Gêmeos traz a dualidade, as ideias e a comunicação para nossa forma de sentir e lidar com nossas emoções.

O eclipse poderá ser visto na Europa, Ásia, Austrália, América do Sul, América do Norte, Ártico e também nos oceanos Pacífico e Atlântico.

Leave a comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *